Pinturas de interiores, como escolher tintas à base de água ou solventes

Tintas de água interiores: vantagens e desvantagens

Quando falamos de tintas para interiores, queremos dizer todas aquelas tintas, esmaltes e coberturas que podem ser aplicadas em radiadores, corrimãos, móveis e acessórios feitos de diferentes materiais.

Tintas à base de água interiores são caracterizadas por odor limitado ou completamente ausente, uma característica que permite que elas sejam aplicadas mesmo em ambientes fechados.

Para aplicar os vernizes, você pode usar escovas, rolos ou sprays e precisar da colocação de uma base de suporte.

A desvantagem, no entanto, dessas tintas está no brilho: na verdade, elas são muito menos brilhantes do que as baseadas em solvente, mesmo que sejam definidas como tal.

Além disso, quando aplicado em metais de vários tipos, é bom aplicar previamente um anti-ferrugem para evitar a formação de degradação.

Tintas de interiores, como escolher tintas à base de água ou à base de solvente: Características das tintas de interiores à base de solvente

Os esmaltes à base de solvente permitem obter excelentes resultados, mesmo se aplicados em condições extremas, como o ferro enferrujado: o resultado permite uma estética forte e brilhante, com um grande impacto plástico.

Graças à composição química que caracteriza as tintas de interiores à base de solvente, elas têm maiores emissões em compostos orgânicos voláteis e, portanto, seu uso não é recomendado em ambientes fechados.

Este esmalte é recomendado para obter um acabamento espelhado muito brilhante ou sobre o metal despreparado, passando apenas por uma camada de primer, por pincel ou spray.