Mesas para quarto

Uma mesa para a vida. Ou quase

Quando uma criança chega em casa é sempre uma alegria: toda a família se dedica ao recém-chegado com atenção, escolhendo para ele as roupas mais bonitas, os brinquedos mais estimulantes, o mobiliário mais adequado para o seu crescimento. Sim, porque o quarto das crianças deve ser escolhido em uma base regular, tendo em conta não só as necessidades da criança em casa, mas também o seu rápido crescimento.

Este critério também não subtrai da escolha da escrivaninha para o quarto: uma peça de mobiliário extremamente versátil, que acompanha o menino já que ele ainda não está escolarizado, por isso é concebido apenas como um plano de jogo, um desenho, uma plataforma de lançamento para os aviões. e muitas vezes até a idade adulta, para os anos do ensino médio, para não mencionar a universidade.

Uma escolha inicial cuidadosa e bem pensada nos permitirá fazer um pequeno investimento e evitar ao longo dos anos fazer novas compras. Basta combinar com a cadeira certa, uma daquelas ergonômicas ou ajustáveis ​​que acompanham o crescimento do nosso namorado, e tudo será mais fácil e barato. Então, nós escolhemos a mesa perfeita para o quarto do nosso pequeno príncipe da casa, vamos ver como.

Mesas para o quarto: para um ou dois, a sala de escrita para o quarto deve ser funcional

Primeiro, tentamos escolher as carteiras para quartos de tamanho que possam ser facilmente colocados sob a janela: a luz natural é muito importante, seja a mesa usada para o jogo do estudo. Caso contrário, ainda tentamos colocá-lo sob um ponto de luz direto. O espaço disponível também deve ser bem estudado, o plano de trabalho: grande, espaçoso, deve permitir a liberdade de movimento e apoio.

Melhor se conseguirmos torná-lo multifuncional. Se o hóspede for mais do que um, se tivermos um casal de rapazes, pode ser necessário escolher uma secretária para um quarto que seja 'elle' que permita acolher os dois rapazes no mesmo andar, um ao lado do outro, para que possam acompanhar a empresa, estudando com mais vontade, mas circunscrevendo cada um o seu próprio espaço de trabalho. A área do canto, a parte mais larga da mesa, pode ser equipada com objectos do quotidiano: blocos de notas, canetas, cores, borrachas, canivetes, réguas, todos bem arrumados em caixas coloridas, e talvez em duplicado, de modo a evitar lutas fratricidas.

Se tivermos um pouco mais de espaço, a escolha da escrivaninha é sempre muito válida: um lado será usado para o estúdio e o outro para o jogo, ou quando o garoto crescer para hospedar um computador. . Como alternativa, existem soluções práticas com uma 'mesa secreta dupla', uma mesa menor, que normalmente fica escondida sob a superfície de trabalho principal, mas que pode ser facilmente extraída para acomodar um amigo, jogos, alguns livros também.