Cooktops de indução

O que são placas de indução e como funcionam?

No panorama dos sistemas de cozimento disponíveis no mercado, existem muitas soluções disponíveis. Estes incluem sistemas de gás, de longe os sistemas radiantes mais comuns e usados, opções de halogênio e finalmente placas de indução.

Estes últimos estão se tornando cada vez mais entre as escolhas preferidas pelos consumidores finais, pois possuem excelentes características de rendimento e economia de energia. Sua operação é baseada principalmente na indução de calor, como o nome sugere, mas a operação é completamente diferente dos outros sistemas no mercado.

De fato, a placa é feita de vitrocerâmica e, na parte inferior, há bobinas que podem gerar um campo magnético real. O campo magnético é transferido para os potes colocados na prateleira em forma de calor, graças ao funcionamento específico das próprias bobinas e ao efeito de um imã criado com o pote. Complicado? Absolutamente não, porque, o sistema funciona através da eletricidade e o usuário final só precisa se preocupar em usar uma panela apropriada. Surge a pergunta: vou ter que substituir todos os meus potes? Também neste caso a resposta é negativa, pois eles pedirão para serem substituídos somente os potes que não tenham um fundo feito de ferro ou um material adequado para indução. As panelas de alumínio terão que ser substituídas, pois o material não pode conduzir o calor e o café moka, preferindo soluções mais modernas, não excessivamente caras mas capazes de garantir uma longa vida útil.

Quais os benefícios dos planos de indução?

Se você comparar os benefícios das placas de indução em comparação com os sistemas tradicionais de cozinha, surgem aspectos positivos muito interessantes.

Mas vamos começar listando os poucos aspectos da bondade duvidosa, para obter uma visão completa. Cooktops de indução têm um custo realmente maior do que os fogões a gás regulares ea demanda por um cookware apropriado.

No entanto, a despesa é amortizada em termos de duração e economia de energia, já que o princípio que impulsiona seu uso é baseado na economia de recursos e em um sistema excepcionalmente durável ao longo do tempo. O custo inicial pode ser recuperado rapidamente, graças a uma calibração meticulosa da temperatura.

Se, por exemplo, surge a necessidade de aumentar a temperatura de cozimento de determinados alimentos, ocorre simultaneamente, sem esperar, por exemplo, pelos tempos bíblicos do gás. Ao mesmo tempo, por se tratar de um sistema elétrico, não há entradas na fatura relacionadas ao gás de cozinha e a possibilidade de possíveis vazamentos do mesmo não é proposta.

Ao mesmo tempo, a tecnologia magnética, perfurando o tampo de vitrocerâmica, permite uma ação de calor direcionada à panela, evitando o desperdício na vizinhança. Isso é possível graças à "calaminação" da panela, que, de acordo com a tecnologia, aquece apenas quando o metal atrai calor e em nenhum outro lugar da placa. Isso torna a escolha segura e fácil nos movimentos de preparação de alimentos, pois a superfície restante do topo permanece absolutamente fria.

A última e fundamental característica de economia em termos de energia é baseada na velocidade de cozimento. Com o mesmo alimento cozido, os cooktops de indução têm um tempo reduzido pela metade e uma conseqüente economia na conta de energia elétrica.

O último conselho em termos de energia é baseado na dosagem da corrente elétrica, como na presença de uma planta comum a 3, 3kW, sobrecargas podem surgir se mais aparelhos forem operados ao mesmo tempo. Uma vez que o mecanismo seja compreendido, será fácil organizar práticas de doação, economizando tempo e, acima de tudo, definindo o consumo de energia de maneira prática e inteligente.

Cooktops de indução: Funcionalidade?

Além dos fatores relacionados à economia de energia e à segurança em termos de distribuição de calor na superfície, os cooktops de indução possuem características funcionais na arte de cozinhar.

Eles são baseados em primeiro lugar na presença de uma superfície lisa, sem obstáculos e, portanto, perfeitos para evitar a capotagem dos vasos durante o uso. Isto é acompanhado pela possibilidade de obter uma cozedura perfeitamente uniforme, pois o calor é produzido em todo o fundo da panela da mesma maneira.

Quantas vezes, durante o cozimento, a parte central da comida corre o risco de queimar? Esse aspecto pede para ser esquecido, pois a distribuição uniforme de calor permite um cozimento homogêneo tanto no centro quanto nos lados da panela, garantindo um cozimento rápido e igualmente distribuído. Por último, mas não menos importante aspecto a considerar, é a limpeza do sistema, a ser considerada fácil e imediata.

Se estiver completamente lisa, a superfície pode ser limpa com um pano macio e não há obstáculos difíceis de limpar, nem sedimentos e obturações devido a possíveis depósitos.

A limpeza dos cooktops de indução é, portanto, rápida e funcional para poupar tempo, detergentes e sobretudo fadiga!