Caldeiras de madeira

Caldeiras no mundo moderno

Como poderíamos hoje fazer sem um meio tão útil quanto a caldeira?

Todo pensamento relacionado às necessidades necessárias do homem agora se refere direta ou indiretamente à água quente ou ao calor e, a jusante deste, à caldeira.

Esta ferramenta evoluiu ao longo dos séculos em paralelo com a descoberta de novos combustíveis; na verdade, começamos a partir de caldeiras a lenha, para ir ao carvão e, finalmente, ao mais moderno gás combustível.

Em todas as suas formas, a caldeira era, no entanto, uma ferramenta indispensável para o progresso do homem que usava a força emitida por esses objetos para mover trens, extrair água do solo e para outros inúmeros usos industriais e civis.

Hoje, as caldeiras podem ser encontradas nos mais variados tipos e poderes capazes de satisfazer todos os níveis de necessidade e sempre garantir o mais alto nível de conforto.

Caldeiras de madeira: passado e futuro

Depois de ter falado tanto sobre a utilidade da caldeira, não podemos deixar de nos deter na queima de madeira, o maior exemplo de uma "ponte" tecnológica entre o passado e o futuro.

De fato, a caldeira a lenha representa o alvorecer da tecnologia e agora começa a representar o futuro cada vez mais. De fato, com as novas tecnologias, chegamos a ter caldeiras a lenha que podem ser usadas em um ambiente doméstico com uma eficiência comparável às modernas "irmãs" de gás, conseguindo também limitar os custos.

Com o aumento dos custos do gás, de fato, a caldeira a lenha retornou aos holofotes e conseguiu conquistar novamente grandes fatias do mercado. Este tipo de caldeira é dividido em vários tipos, variando de chama invertida a palete, agora designada quase todos os dias pela sua notável funcionalidade.

Caldeiras de madeira de chama reversa

As caldeiras de madeira de chama reversa são uma descoberta interessante da técnica que descobriu este método capaz de queimar madeira de maneira "inteligente".

Nas caldeiras de chama reversa, de fato, a chama não se desenvolve como de costume para cima (como acontece nas chaminés para ficar clara), mas desenvolve madeira queimando para baixo apenas na quantidade necessária para alcançar a temperatura da água desejada.

Este tipo de caldeira é caracterizado por rendimentos muito elevados que podem exceder 80% e, do ponto de vista ambiental, importantes para baixas emissões.

Outra característica importante para os usuários é a facilidade de manutenção desses objetos; na verdade, as operações de limpeza são realizadas de forma muito simples, extraindo uma gaveta contendo a cinza residual da combustão como em qualquer lareira e isso, se pensarmos nos custos de manutenção de uma caldeira a gás, é certamente uma boa vantagem!

Caldeiras de madeira: Caldeiras de paletes

Finalmente, é impossível que todos os tipos de caldeiras de madeira não se detenham por um momento naqueles em paletes. As caldeiras de paletes representam a mais recente tecnologia do mercado.

A novidade neste tipo de caldeira não é tanto na maneira de queimar o combustível ou em sua estrutura, mas no próprio combustível.

De facto, a palete é uma aglomeração de componentes de madeira que, sendo comprimida, adquire um valor calorífico muito superior à madeira em bruto e, consequentemente, é capaz de assegurar o mesmo conforto que qualquer outra caldeira com recargas menos frequentes e com uma pegada significativamente menor.

De facto, pode não ser possível que todos tenham um local para armazenar os quilos de lenha necessários para uma caldeira normal a lenha e a palete, neste sentido, representa um progresso considerável, o que torna a falta de espaço um problema menor.